longo prazo.
carpe diem, quam minimum credula postero.
Os sonhos não determinam o lugar onde vocês vão chegar, mas produzem a força necessária para tirá-los do lugar em que vocês estão. Sonhem com as estrelas para que vocês possam pisar pelo menos na Lua. Sonhem com a Lua para que vocês possam pisar pelo menos nos altos montes. Sonhem com os altos montes para que vocês possam ter dignidade quando atravessarem os vales das perdas e das frustrações. Bons alunos aprendem a matemática numérica, alunos fascinantes vão além, aprendem a matemática da emoção, que não tem conta exata e que rompe a regra da lógica. Nessa matemática você só aprende a multiplicar quando aprende a dividir, só consegue ganhar quando aprende a perder, só consegue receber, quando aprende a se doar…
O Vendedor De Sonhos. (via gramaticas)
Quando você cresce, deixa muitas coisas pra trás, se perdendo em si mesmo. É como morrer… e continuar vivo.
Desconhecido. (via o-teimoso)
Poesia – deter a vida com palavras?
Não – libertá-la,
fazê-la voz e fogo em nossa voz.
Poesia – falar
o dia
acendê-lo do pó
abri-lo
como carne em cada sílaba,
deflagrá-lo
como bala em cada não
como arma em cada mão.
Ferreira Gullar   (via oxigenio-dapalavra)
Humanos são seres inacreditáveis.
Impacientes e compreensíveis com o próximo, prontos para julgar e vingar-se quando alguém pisa no seu calo; entretanto insistem em achar respostas na lua, imaginam romance no vento e falam de eternidade quando não conseguem ser leais a um só momento, a uma memória, a uma pessoa.
– Sam Nascimento, La vida passe.    (via o-teimoso)