longo prazo.
carpe diem, quam minimum credula postero.
palavra muda

se você tem foco
nunca faltará palavras
talvez falte coragem
falo isso em causa própria
minha auto-critica me cala

No século XXI, há uma doença que não ousa dizer o seu nome: a solidão. Hoje, solidão é sinônimo de revés amoroso, que por sua vez se tornou um estigma do insucesso - atualmente fracassar no amor é como estar desempregado. À noite, o solitário à mesa de um restaurante é um sem-abrigo, um intocável hindu, numa espécie de pelourinho. Perdoa-se tudo nesta sociedade permissiva, menos aquele que não é amado.
Paulo Nogueira. (via oxigenio-dapalavra)